Sucesso

 Sucesso

“… esse será bem aventurado no que realizar.” Epístola do Apóstolo Tiago 1: 25b

Segundo o dicionário eletrônico Houaiss da língua portuguesa 1.0, sucesso é: “conseguir bom resultado, ter êxito, ser vitorioso.” Todos nós almejamos alcançar essa premissa. A variante entre as pessoas para alcançá-la é a velocidade empreendida e a forma empregada nessa busca.

Sujeito a esse viés, encontramos o “mercado” buscando o sucesso a todo custo. Nessa esfera, sucesso é condição sine qua non para a sobrevivência e envolve uma disputa altamente competitiva.

Especialistas que interagem às constantes mudanças nesse palco globalizado, ensinam os novos caminhos para o sucesso. A revista Exame, na Ed. 716 de junho/2000, pp. 148 e 149 diz: “A saída para criar um novo valor econômico, e contornar a armadilha da comoditização, seria seguir o caminho de Las Vegas, a Meca americana dos cassinos e da diversão: proporcionar sensações cativantes e instigantes, devidamente planejadas. ”.

Na corrida pela superação e pelo sucesso, salta aos olhos a observância e prática de regras rígidas, no caso do mercado, são elas, as constantes atualizações para que atendam às demandas deste.

No tocante o desenvolvimento da vida espiritual e, consequentemente das relações sociais (família, igreja, trabalho, etc.), áreas mais complexas que o mercado; o apóstolo Tiago apresenta uma regra indispensável para a obtenção do sucesso e alguns passos que devem ser, diligentemente, seguidos: observar atentamente a lei perfeita, nela perseverar, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante.” Tiago 1: 25ª

Nesse trecho do texto de Tiago, considerado um autor bastante prático, chama a atenção o destaque que ele faz a dois ensinos da lei do Senhor: refrear a língua e assistir aos necessitados nas suas tribulações; o que significa enxergar alguém para além de si mesmo (desensimesmar-se). Na sequência dessas colocações, o autor considera dois tipos de comportamento, os praticantes dessas verdades, aos quais garante, serão bem sucedidos. E, o caso contrário, os não praticantes, sobre os quais, afirma veementemente, vivem uma religião vã.            

Mediante essa palavra, cabe a cada um refletir: Observando o resultado das relações interpessoais, qual comportamento eu tenho escolhido?

Vagner Queiroz

é teólogo, Ministro Presbiteriano, idealizador do ministério vidaabundante.net.br e Gerente de Mobilização de Recursos com Igrejas, na Visão Mundial Brasil, desde 2015, no escritório de São Paulo.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *