A parábola, a pintura e o pródigo

 A parábola, a pintura e o pródigo

Em 1662, Rembrandt, pintou um dos seus quadros mais emblemáticos: “O Regresso do Filho Pródigo”. Em 1766, Catarina a Grande da Rússia comprou o quadro que hoje pode ser visto no Museu Hermitage de São Petersburgo.

Este conteúdo foi restringido para usuários logados apenas. Por favor faça login para ver este conteúdo.

redação

redação

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *